Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

terça-feira, 11 de julho de 2017

MORALITY’S ASILUM – MORALITY’S ASILUM - Resenha CD


MORALITY’S ASILUM  
"MORALITY’S ASILUM" 
(Independente – 2016)

Realmente é um imenso privilégio desenvolver um trabalho como este de ter online um webmagazine voltado para um estilo musical que me acompanha três décadas e meia, volta e meia sou surpreendido com o alcance que obtenho com algo honesto e sem puxa saquismo que vejo por aí. Foi o caso desta excelente banda oriunda de Campinas, email enviado e sem demora seu debut álbum chegou a minhas mãos.
Fora alertado que se tratava de uma banda com foco no Prog Metal, que não é um dos sub-estilos preferidos dentro da miríade que hoje temos no Metal, contudo boas bandas são sempre bem vindas e independe de suas matizes musicais. Mesmo não sendo um aficionado o que é bom e me agrada tem meu respeito. E o quarteto ora em questão tem meu total respeito e admiração, com louvor!!!
A primeira audição me deixara intrigado com tanta mudança de tempo, com a complexidade musical desenvolvida com a eficiência/precisão semelhante a um bom Rolex – meu pai tinha um destes relógios e eu babava para que um dia me desse. Putz é banda para ser exportada o quanto antes meus caros. Passa longe, léguas de distância, da chatice e “punheta” musical que a imensa maioria dos que se enveredam por esta seara musical insistem em nos atormentar. Sutil mesmo sendo complexo e coeso com uma precisão absurda, e que puxou a minha atenção e me fez admirar este excelente álbum autointitulado.
Gostei da atuação de todos os envolvidos, contudo não posso aqui deixar passar que um em especial merece minha total reverência, inicialmente por atuar de forma irrepreensível com o instrumento que mais gosto, o contrabaixo; não satisfeito ainda atua como tecladista e guitarrista também. Pensaram que acabou? Heitor Del Ciel ainda é o compositor da obra meus camaradas, monstro.
Teve a manha de ter ao seu lado músicos gabaritados que ao seu lado formam um time de primeira linha: Rig Therrys (cara adorei seu timbre de voz), Ricardo Domingues (monstro com solos e fraseados) e Daniel Moretti que manda ver sem dó nem piedade seu kit de bateria. Mais uma banda para provar a exuberância e qualidade do Metal praticado em terras tupinambás, não vou destacar nenhuma em particular pois o álbum merecer ser ouvido de cabo a rabo e no talo, se preparem para viciar!!
Por: Jaime “TheMetalVox” Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário