Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

WITCHING ALTAR - Ride With The Devil - Resenha CD


WITCHING ALTAR
“Ride With The Devil”
The MetalVox/Vários – Nac.
Esse disco de estreia do Witching Altar começa com riffs extremamente pesados e densos, numa sonoridade claramente ‘vintage’, flertando com nuances Stoner e, claro, para o estilo praticado, influenciado por nomes como Black Sabbath, Witchfinder General, Saint Vitus, Pentagram. “Tower of the Black Wizard” é essa música que mostra o que ouviremos por todo o álbum de estreia do duo T. Witchlover (vocal, baixo) e Peter Vitus (guitarra). Música pesada, densa, com vocais limpos, trazendo algo psicodélico para a música. A inserção de teclados, no melhor estilo Hammond, só acrescentam mais psicodelismo para a musicalidade do Witching Altar, as deixando, ainda mais, com a aquela típica sonoridade anos 70. Em algum andamento ou outro ouvimos algumas partes mais aceleradas e com longos instrumentais, pendendo para o Acid Rock, mas o que compõe mesmo “Ride With The Devil” são músicas arrastadas, com aqueles maléficos riffs influenciados pelo Black Sabbath e asseclas, como é bem ouvido na aterrorizante “The Price We Pay”, que remete o ouvinte aos velhos e arrepiantes filmes de suspense/terror feito há muitos atrás e que realmente assustavam, não por mortes violentas, mas por toda a sua carga de suspense e dramaticidade. Talvez isso demonstre, para quem ainda não ouviu esse disco, o que é a música do Witching Altar: traz algo de suspense, terror psicológico, carga dramática, tanto pela interpretação vocal como pelos andamentos densos e cadenciados das músicas. A gravação casou bem com o estilo praticado pela banda, muito bem feita, timbrada, com tudo bem definido, sem soar ‘suja’ ou ‘cristalina’ demais. A arte gráfica é baseada em “Inferno” (“Hell”, 1590) do artista belga Johannes Sadeler (1550 – 1600) e a capa traz uma imagem psicodélica, não só nas cores, formando, se prestar com atenção, o nome Witching Altar. Ao todo são nove faixas, sendo que duas são versões para “Cromwell” do Reverend Bizarre e “Living Backwards” do Saint Vitus, para escancarar de vez as influências da banda. Em estúdio o duo recebeu o suporte de André Lira (bateria), Ed Staudinger (teclados), Arthur Lemos (percussão) e Erick MadDög (bateria). Occult Rock, Acid Rock, Psicodelia, Stoner, Doom Metal... Witching Altar junta os estilos com maestria, e “Ride With The Devil” é um álbum extremamente indicado.

Site: https://thewitchingaltar.bandcamp.com
E-mail: pecattorium@hotmail.com

Resenha por Valterlir Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário