Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Blackning - Alienation - Resenha CD


Blackning
"Alienation" 
Atualmente vejo bandas que se acabassem não faria falta nenhuma no Underground, outras que ‘tanto faz’, outras que possuem gênero saturada e músicas abusivas, outras que nem sequer pego e ouço, acabo movendo pra frente, porém há o Blackning. O que é Blackning? O que tocam? Seria um início de uma nova safra Thrash Metal não abusiva? É exatamente o que pensei quando ouvi ‘Order of Chaos, apostei minhas melhores fichas e esperei o melhor. Aproximadamente 2 anos após o lançamento foi lançado ‘Alienation’, que diretamente pela capa não pensei duas vezes em querer dizer: Pode confiar, essa é da boa.

Não seria pra menos, logo há integrantes de bandas nacionais que representam muito bem seus gêneros que executam seus sons.          ‘’Men against men, killing of innocents; People killing each other over religion; Money to offer and dogmas to obey; The making covered by blood; Killing for their gods’’, esse é um trecho que marcou logo de cara em umas das faixas do primeiro material, que logo me veio outro trecho assim que botei o play de ‘Alienation’, ‘’ You can see my hate in the eyes; Cut the shit!’’, que está incluso na primeira faixa, ‘Street Justice’, que veio diretamente com uma temática que gera polêmica a cada dia: Situação financeira e política nacional, guerras, armamento, intolerância, aliás, o CD por si só mostra um Thrash Metal repleto de crítica social 100% sem frescura e altamente direto.

Com bastante ousadia e competência, a banda paulista investe total no Thrash Metal em sua totalidade, porém há grandes referências de Hardcore e Crossover entre uma faixa e outra. Ou seja, há influências aqui de tudo o que foi feito no gênero até hoje, além de evidentes flertes com o Metal mais tradicional, o que só acrescenta para a banda.

O foco principal é o Thrash Metal ‘old school’, tanto que o Blackning (Como já citado) vem de linhagem de outras bandas que também integram como power trio, possuindo mais um referência de que bandas antigas bastante conhecidas também era de formação trio.
A brutal Mechanical Mind, além de Devil's Child's (Com uma belo intro e participação mais que merecida do frontman da horda Rebaelliun, Lohy Silveira) e a técnica veloz de Corporation representam bem as raízes inclusas no material, enquanto as demais se encaixam de forma mais na linha moderna do Thrash.

A artwork ficou responsável por Marcus Zerma (Woslom, Amorphis, Talrak, etc...) que conseguiu fazer o que realmente estava esperando, e que sem dúvidas o que a banda pediu em relação a sonoridade e letras deste mais novo petardo. Vale ressaltar que parabenizo a gráfica que prensou o material, que logo é formato digipack, repleto de detalhes, cores e bastante informação (Ao meu ver há bastante coisa, ocupou espaço que poderia ser usado para outra coisa). A banda investiu, executou e conseguiu.




A produção musical, fala por si só que não precisa de ajustes e que foi captado na mais extensa calma, conseguiu capturar bem os instrumentos, deixando evidentes os ótimos riffs de guitarra, a bateria precisa, organizada e variando conforme as faixas, e o baixo atuante. 'Alienation' é um tipo de álbum que demonstra amor pelo Thrash Metal e honra isso em forma de música. Bela estreia.

Membros: 
Cleber Orsioli (Guitarras/Vocais) 
Francisco Stanich (Baixo/Backing Vocals) 
Elvis Santos (Bateria)


Músicas:
1.Street Justice
2.Thru The Eyes
3.Mechanical Minds
4.Dark Days
5.Weapons of Intolerance
6.Dyed In Blood
7.Devil’s Child
8.The Rotten Institution
9.Two-Faced Liar
10.Corporation


Contato:

Por Pedro Hewitt

Nenhum comentário:

Postar um comentário