Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

FLY KINTAL NORTE/SUL - Compilation Vol. 01 - Resenha Demo


FLY KINTAL NORTE/SUL
“Compilation Vol. 01”
Independente – Nac.

O fanzine Fly Kintal já tem vários anos de atividades no meio Underground nacional e, finalmente, lançou sua primeira compilação. Como o próprio nome diz, esse primeiro número reúne bandas do Norte e do Sul do Brasil, totalizando 21 bandas, cada uma apresentando uma música. Notei que esse primeiro número trouxe muitas bandas extremas, do Thrash ao Black Metal. Não que isso seja um problema, afinal cada uma apresenta seu estilo próprio. Mas seria bastante interessante uma variação maior dos estilos, até mesmo porque o fanzine não segue uma linha extrema, incluindo em suas páginas bandas das mais diversas vertentes. Como é de se esperar e como cito em todas as minhas resenhas de coletâneas, a qualidade de gravação varia de banda para banda, de música para música. As gravações até que estão bem niveladas, mas logo no início, com “Cristo Queimado” do Abuso Verbal e “Não Pertenço a Esse Mundo” do Acefalia. A diferença é bem grande, já que a primeira música vem bem “gorda”, com uma ótima gravação, enquanto que a segunda é mais “seca”, faltando um pouco mais de graves. Um grande destaque no início dessa compilação é o Black Metal apresentado pelo Alocer, em “Soul of Silence”, com seus vocais gritados, mas de boa construção, com levadas trabalhadas e atrativas. O Evil Syndicate também se destaca, com seu Death Metal de bases bem violentas e velozes, com algumas partes marcadas, em moldes bélicos, com “Skull and Bones”. Outra representante do Black Metal que se destaca é o Hurtgen, com “Lux Angelus”, música que traz boas alternâncias, com momentos marcados, outros de levadas ríspidas e com boa variação nos vocais. A banda que mais destoa do que fora apresentado nessa coletânea é a Tragedy Garden, que em “My Garden” apresenta um Doom Metal de alta qualidade, com vocais seguindo uma linha mais grave/gutural, e trazendo certa influência do Heavy Metal tradicional. O encarte é apresentado no formato envelope, trazendo algumas informações, como lista das músicas/bandas e e-mail para contatos, além das pessoas envolvidas no projeto.

E-mail: sergio.fkz@gmail.com

Resenha por Valterlir Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário