Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

NECROHUNTER - Hunter’s Curse - Resenha CD


NECROHUNTER
“Hunter’s Curse”
Gallery Productions/Rapture – Nac.

A primeira faixa desse ‘debut’ álbum do NecroHunter – “Bloodshed”, uma Intro – tem um título bem apropriado, pois o que espera o ouvinte, no decorrer de “Hunter’s Curse”, é um verdadeiro derramamento de sangue em forma de Death Metal. Mas não vá pensando que a música desses paraibanos se limita apenas a brutalidade, velocidade ou rispidez. “Slaughtered” (títulos bem sugestivos, não é?) mostra que a banda se preocupou em trabalhar em suas músicas, já que esse som começa, de certa forma, compassado, e depois é que descamba para a velocidade, com as guitarras seguindo uma linha ‘old school’ do Death Metal, com riffs macabros. A gravação ficou bem cristalina, algo não muito comum em se tratando do estilo e até mesmo para gravações feitas no Brasil. E isso não chega, de forma alguma, a depreciar o trabalho da banda, levando-se em conta que o estilo requer gravações mais, digamos, ‘cruas’ ou ‘sujas’. As guitarras de Petrus Carvalho e Mauro Medeiros (também vocalista) apresentam, além dos riffs influenciados pela ‘velha escola’ do estilo, doses certas de melodias, bastante influenciadas pelo velho Heavy Metal. Muito bom poder ouvir um Death Metal que foge do lugar comum, mas mesmo assim continuar soando como Death Metal, ou seja, a banda procura trilhar um caminho com uma identidade própria. Os vocais de Mauro, como não poderiam deixar de ser, seguem um tom mais gutural/grave, mas não levado ao extremo, e de fácil entendimento, ainda mais quando se pode ter o encarte/letras em mãos. Novamente volto a falar sobre as guitarras, que são grande destaque durante todo o disco, seja nos riffs, bases e solos inspirados. Mas seria injusto não mencionar André Felipe (bateria) e Marcéu Brito (baixo), uma vez que ambos, na ‘cozinha’, deixam a sonoridade do NecroHunter ainda mais encorpada, com o peso na medida certa, e sem deixar qualquer lacuna no andamento das músicas. A temática abordada pela banda é que não foge do que bandas de Death Metal costumam fazer, já que tratam de horror, carnificina, serial killers... Eu apenas digo que “Hunter’s Curse” é um álbum que me surpreendeu em todos os aspectos, seja pela sua musicalidade, qualidade de gravação e uma parte gráfica muito bem cuidada. Ouça no volume máximo!

Site: www.facebook.com/TotalNecrohunter
E-mail: kriattus@hotmail.com

Resenha por Valterlir Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário