Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

FLAGELADÖR - Sob o Machado do Algoz - Resenha Demo / EP


FLAGELADÖR
“Sob o Machado do Algoz”
Metal Reunion/Obskure Chaos – Nac.

“Sob o Machado do Algoz” se trata de um single com duas músicas que fazem parte do terceiro álbum do Flageladör, além de duas músicas bônus. Na verdade, a música bônus, nesse single, se trata de “Vontade de Potência”, porém ela está no ‘track list’ regular do novo álbum, assim como “Sob o Machado do Algoz”. As demais faixas que compõe esse single são: “Mitomania” e “De-Evolução”. O que encontrar nesse single? Bem, além da óbvia prévia do que contém o terceiro álbum, vamos ouvir um Flageladör mais veloz e destrutivo. A faixa-título foge um pouco do que a banda vinha fazendo e deixando um pouco de lado as influências do Motörhead e do velho Heavy Metal e foca mais em brutalidade e velocidade; uma música bem Thrash Metal, com seus vocais mais potentes, apesar de terem soado um pouco baixos na gravação. O que remete aos discos anteriores da banda é o solo feito nessa música, bem típico e com a cara do Flageladör. As demais músicas presentes no single seguem essa tendência, ou seja, estão mais rápidas, mais Thrash Metal, mas a ‘velha escola’ ainda está presentes nos riffs e nos solos de Armando Exekutör, assim como nas linhas contundentes do baixo de André NecroLüst e na bateria martelada de Gabriel Bitch Hünter. Achei a gravação um pouco crua, não deixando os vocais tão evidentes, o que seria o ideal, afinal todas as músicas são cantadas em português e seria legal se o pudéssemos ouvir com maior distinção. A parte gráfica é simples, mas bem informativa, só não trazendo as letras. Lembrando que a gravação de “Vontade de Potência” diverge da gravação das demais músicas, vindo mais baixa e abafada, porém com os vocais bem audíveis. As mudanças são notórias, mas continua soando como Flageladör. Agora é correr atrás do novo disco!

E-mail: flagelador666@bol.com.br

Resenha por Valterlir Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário